“Dupla delícia! O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado”. Mário Quintana

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Dica de leitura: "O primo Basílio"

O Primo Basílio
de Eça de Queiroz


Luísa e Jorge formam o típico casal da burguesia lisboeta. Jorge, funcionário público, viaja a trabalho para o interior de Portugal. A monotonia da vida de casada torna-se insuportável para Luísa, e ela se envolve com o primo Basílio, seu primeiro amor, recém chegado de Paris. Instaurado o triângulo amoroso, surge Juliana, a invejosa e vingativa criada, que, encontrando cartas de Luísa dirigidas à Basílio, passa a chantagear a patroa, ameaçando entregar as provas da traição a Jorge.
Com essa trama Eça de Queiroz (1845-1900) constrói uma das mais importantes obras da literatura portuguesa, cheia de humor e elegância, bem ao estilo do genial criador de O Crime de Padre Amaro, A ilustre casa de Ramires, Alves & Cia., A cidade e as serras, entre tantos outros livros.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Frase do dia - 26.08.11



"A leitura é uma fonte inesgotável de prazer, mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede." Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Dica de leitura: "Alimentação Saudável - Dicas e Receitas"

Alimentação Saudável - Dicas e Receitas
de Helena e Ângela Tonetto


Neste livro você terá tudo o que precisa saber para uma alimentação saudável sem abrir mão do sabor e do prazer de comer. Helena e Ângela Tonetto, com a longa experiência no trabalho desenvolvido desde 1986 em sua empresa Substância, expecializada em alimentos light, dão dicas de saúde e receitas de pratos que aliam sabor com qualidade nutricional.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Frase do dia - 22.08.11


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Dica de leitura: "Trem-Bala"

Trem-Bala
de Martha Medeiros


Martha Medeiros conquistou milhares de leitores através do seu trabalho de cronista e poeta. Chamou a atenção de intelectuais do porte de Millôr Fernandes e Caio Fernando Abreu, entre outros, e rapidamente se impôs como uma das cronistas de maior empatia com o público leitor nos jornais onde é publicada e na revista eletrônica ZAZ.

Martha é autora dos livros de poesia Strip-tease, Meia-noite e um quarto, Persona non grata, De cara lavada e Poesia Reunida, dos livros de crônica Geração Bivolt e Topless, e do relato de viagem Santiago do Chile.

Trem-Bala reúne mais de uma centena de textos de Martha Medeiros. Um conjunto poderosos de onde emerge uma das maiores cronistas em atividade neste país. Um texto direto, que consegue ser comunicativo e profundo ao falar sobre o cotidiano. E que passa ao leitor poesia e generosidade através daquilo que Caio Fernando Abreu qualificou como "sua voz pessoal e inconfundível".

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Dica de leitura: "Amizade talvez seja isso"

Amizade talvez seja isso
de Padre Zezinho


"Muitas pessoas conseguem fazer amizades, mas não conseguem cultivá-las por muito tempo. Meditei o que pude sobre o assunto, fui buscar inspiração na palavra de Deus e optei escrever em forma de poemas. 
Espero que meu trabalho seja visto pelo que é: não um tratado sobre amizade, mas uma busca de iluminar o caminho de quem tem um amigo, com fatos e propostas de pureza, ternura e fé no Deus de todos os amigos.
Talvez meu livro faça algum bem. Aliás, eu sinto que devo este livro aos meus leitores jovens: sou um homem feliz e cheio de bons amigos. Se os mereço, não sei, mas eles merecem o esforço deste livro. O grande amigo, Deus, esteja comigo e com quem caminhar por essas páginas..." Padre Zezinho.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Dica de leitura: "O Homem do Princípio ao Fim"

O Homem do Princípio ao Fim
de Millôr Fernandes


O Homem do Princípio ao Fim é mais uma vez o exercício da inteligência, do humor, e do profundo interesse de Millôr Fernandes pelo ser humano. Ao fazer esta peça, Millôr traça um grande painel da trajetória humana de Adão até a Bomba H, esmuiçando os seus sentimentos, medos, mesquinharias, lutas e sua capacidade de criar e... destruir. Como "colagem", modalidade de espetáculo em que Millôr é pioneiro, a peça se desenvolve com a inserção frequente de citações de autores consagrados como Shakespeare, Gonçalves Dias, Rubem Braga, Joyce, etc... É um homem fazendo e contando a história.
O jornalista e humorista consagrado junta-se ao crítico da condição humana. E utilizando justamente a inteligência, o maior dos atributos humanos, Millôr leva-nos da perplexidade à mais gostosa gargalhada. É a história do Homem, desde o princípio até, quem sabe, seu fim.
Escrita e encenada no final da década de 60, este texto (como Liberdade, Liberdade) mantém-se incrivelmente belo e atual. Sua reedição no início do novo milênio é uma homenagem à sua generosa mensagem e ao humanismo de que está impregnada toda a obra de Millôr Fernandes.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Dia do Estudante


“Estudar é como conhecer mundos diferentes.
Tempo de novidade a cada dia.
Tempo de alegria a cada hora.
Tempo de se preparar para a vida…
Feliz Dia do Estudante!”

Frase do dia - 11.08.11



"Palavras são um brinquedo que não fica velho. Quanto mais as crianças usam palavras, mais elas se renovam. " José Paulo Paes

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Dica de leitura: "Pollyanna"

Pollyanna
de Eleanor H. Porter


Órfã de mãe e pai, Pollyanna foi morar com a tia Polly, sua única parenta viva, uma mulher severa e pouco afetuosa.
A vida da pequena cidade de Beldingsville mudou com a chegada da menina, que costumava praticar um estranho jogo inventado por seu pai.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Frase do dia - 08.08.11


"De três coisas precisa o homem para ser feliz: benção divina, livros e amigos."
Henri Lacordaire

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Dica de leitura: "O Anedotário da Rua da Praia"

O Anedotário da Rua da Praia
de Renato Maciel de Sá Jr.


Neste livro, mais e melhor do que faria um historiador, Renato Maciel de Sá registrou a chamada "memória metafísica" de Porto Alegre. Os fatos miúdos, graciosos, ridículos, sua geografia amistosa nos anos 30, 40 e 50, ou seja - os pequenos acontecimentos que não interessam à história formal, acadêmica, mas são decisivos para o entendimento do caráter e da alma da cidade. Fantasticamente bem pesquisado e muito bem escrito, o Anedotário da Rua da Praia é um registro bem-humorado, capaz de recuperar fatos preciosos da história da cidade e provocar gostosas gargalhadas.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011